Notícias

Seminário Empreender

Empreender saindo da caixa

Para empreender “fora da caixa” é necessário agir além do parâmetro convencional de negócios, pensar em caminhos alternativos, inovadores e adotar ponto de vista diferente do habitual

Com o tema “Empreender Saindo da Caixa”, Alcilane Mota, coordenadora estadual do Banco de Oportunidades do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) Ceará, palestra no Seminário Empreender, dia 20 de outubro, no Centro de Negócios do Sebrae Ceará. A gestora explica que a apresentação é um convite ao empreendedor a sair do lugar comum, no intuito de buscar rotas e alternativas que viabilizem o alcance dos objetivos desejados. “Nesses tempos que estamos passando, mais do que nunca, precisamos ser empreendedores da nossa vida e da nossa carreira”.

Seja na abertura de novos negócios ou na busca por alavancar a vida profissional, Alcilane defende ações assertivas. “O tempo investido é um tempo que não volta. Então precisa ser aplicado da melhor forma para que gere resultados efetivos”, destaca.

A gestora explica que, para empreender saindo da caixa, é importante primeiro conhecer as características comuns às pessoas empreendedoras. Uma autoanálise permite checar em que ponto de desenvolvimento o indivíduo está em relação a cada competência. “A pessoa tem que estar preparada internamente para entender o que essa ação vai necessitar dela e que qualidade precisará ter. E se não tem, despertar para desenvolver”, recomenda.

Pessoas empreendedoras têm iniciativa, buscam oportunidades, apresentam predisposição a correr riscos calculados, são independentes e autoconfiantes, planejam as metas e têm a capacidade de monitorar o que projetam para a própria vida, indica Alcilane.

Mercado “fora da caixa”

Em um mercado de empreendedorismo ascendente, Alcilane identifica no Ceará oportunidades de negócios em diversas frentes, a exemplo dos segmentos de alimentação e de vestuário.

Nessa perspectiva, Alyne Celedonio, de 34 anos, reconheceu uma oportunidade e investiu no próprio negócio, a marca de moda feminina Selenita. A empresa iniciou em formato inovador, “fora da caixa”. Alyne começou a funcionar online, em 2014, vendendo pela rede social Instagram e oferecendo um sistema delivery (entrega). O cliente solicitava as peças de interesse, que eram enviadas para escolha em domicílio.

Em agosto de 2016, a empreendedora decidiu abrir a loja física no Ceará Moda Shopping, como forma de ampliar as vendas e entrar no atacado. “Para fabricar com o preço melhor, tínhamos que fazer quantidades maiores, começamos a gerar estoque. Foi quando eu senti a necessidade de ter uma loja, uma vitrine para chamar a atenção do público para a marca”, explica Alyne.

O serviço de delivery continua e a empresa está passando por processo de realinhamento da marca, com o objetivo de atingir um público mais jovem. “A gente tem que ir se adaptando ao que o mercado vai pedindo”, revela a empresária.

Contatos

E-mail
empreender@vceventos.com.br

Fale conosco
3433.8464

Para dúvidas ou sugestões deixe sua mensagem: